Os desafios da Segurança no Trabalho na indústria paulista

Cumprimento das leis está nos pequenos detalhes e pode fazer a diferença para garantir a segurança dos colaboradores

 Por: Sesi-SP
09/04/202119:26- atualizado às 10:04 em 13/04/2021

As normas e regulamentações de Saúde e Segurança no Trabalho (SST) são parte da rotina de qualquer indústria, por mais que em alguns momentos possam parecer exagero. De acordo com o Anuário Estatístico da Previdência Social, mais de R$ 2 bi foram gastos pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), apenas em 2017, com o benefício previdenciário de auxílio-doença por acidente de trabalho.

Por isso, o Sesi-SP lança a consultoria Sesi Indústria Segura, um produto completo para analisar a legislação referente a cada segmento de atuação, propor soluções personalizadas e ajudar na educação para a segurança dentro de cada empresa. Com uma plataforma online, é possível conhecer os detalhes de cada uma das normas regulatórias de cada indústria e como mitigar notificações e autuações, além de receber sugestões de implementações de melhorias nos processos.

No Brasil, o levantamento mais recente do Ministério do Trabalho foi feito em 2018 e aponta para cerca de 580 mil acidentes de trabalho em todo o país, pelas mais diversas causas. Em São Paulo, foram registrados quase 180 mil acidentes no mesmo período, totalizando 34% de todas as ocorrências nacionais.

Em 2020, com a declaração da pandemia do novo coronavírus, as empresas tiveram um grande desafio na área: atualizar as políticas com boa parte dos colaboradores (ou todos, em muitos casos) trabalhando remotamente. Além de estarem no ambiente domiciliar ao invés do corporativo, com muito mais variáveis e particularidades de segurança e saúde, passou a existir o cuidado e o risco de contaminação com a Covid-19 e práticas adotadas na rotina da empresa, como a ginástica laboral ou análise ergonômica das estações de trabalho, precisaram ser adaptadas à realidade de cada colaborador.

As empresas que contratarem o Sesi Indústria Segura, além do relatório analítico das vulnerabilidades relacionadas à legislação, poderão contar com uma consultoria para promover a cultura de SST e disseminar conhecimentos sobre equipamentos de proteção individuais (EPIs) e outras normas ligadas à atividade principal da empresa.

 

Para conhecer mais sobre a plataforma, acesse sesisp.org.br/para-industria/industria-segura

Leia também